quinta-feira, 19 de julho de 2018

BR-267 Saída Juiz de Fora sentido Caxambu


Juiz de Fora
Bairro Valadares

Interessante que existem vários bairros afastados da cidade de Juiz de Fora. Este é um. Tem uma igreja bonitinha no alto de um morro não muito elevado. Não consegui informações sobre ela no Google. Parece que atrás dela, observando o mapa via satelite, tem um pequeno cemitério.









Fonte: Google Maps

sábado, 14 de julho de 2018

BR-267 Saída de Juiz de Fora sentido Caxambu

Juiz de Fora -
Bairro Igrejinha


Acampamento cigano na entrada do bairro Igrejinha

Acampamento cigano na entrada do bairro Igrejinha

Igreja Nossa Senhora da Piedade

Igreja Nossa Senhora da Piedade

terça-feira, 22 de maio de 2018

Lições de clarineta

Lendo uma postagem do amigo poeta Bernardo Souto, veio de imediato uma lembrança dos meus tempos de juventude.

Gostava/gosto muito de musica, mas não entendo nada. Quando eu tinha uns 16 anos, empolgado, resolvi aprender musica com um grande maestro de saudosa memória aqui da urbe. Dentre tantos instrumentos, tentei a clarineta. 

Maestro Walter Sales. Um negro franzino, baixinho, de uma seriedade extrema quando o assunto era musica. O homem respirava notas musicais. Um gênio, mas um homem simples, do povo. 

Maestro Walter Sales
Ele enisnava no porão de sua casa. Emprestava os instrumentos e não cobrava nada. Fui com um primo. Para impressionar bem, ele mostrou uma foto na parede, daquela famosa imagem do Dizzy Gillespie com as bochechas infladas. Mostrou a maneira correta de colocar a boquilha entre os lábios e soprar, nunca enchendo de ar as bochechas. Pra quê. A visão da foto, mais o biquinho que o maestro fazia, o riso foi incontrolável. O homem ficou furioso. E nós, envergonhados.

Dizzy Gillespie
Tentei por varias semanas estudar todas as lições teóricas, pacientemente ensinadas pelo maestro. Nunca entrou na minha cabeça limitada. Por fim desisti. E para devolver o instrumento? O medo da provável bronca foi maior. Entrei de mansinho no alpendre do professor e acomodei o estojo da clarineta numa cadeira próxima à porta. Toquei a campainha e sai correndo. Na verdade, a fulga não foi do sô Walter, mas de mim mesmo. Do meu fracasso musical. 

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Br-267 Juiz de Fora. Usina hidroeletrica de Marmelos.

Usina hidreletrica de Marmelos.


Corrigindo a ultima postagem: pensei tratar-se de uma igrejinha, mas na verdade é a primeira usina hidreletrica da América do Sul. 

Transcrevo aqui o texto do site JF Sustentável:

"Usina Hidrelétrica de Marmelos foi a primeira grande usina hidrelétrica da América do Sul, inaugurada em Juiz de Fora, Minas Gerais, no ano de 1889. 

O empreendimento foi idealizado por Bernardo Mascarenhas, importante industrial de Juiz de Fora, fundador da Companhia Mineira de Eletricidade em 1888

A Usina de Marmelos foi projetada para atender não apenas as indústrias de tecidos do empresário, mas também para fornecer eletricidade à iluminação pública da cidade, antes alimentada a gás.

Além das construções de época, o local abriga instrumentos de levantamento topográfico, fotos, máquinas de escrever e o livro de contabilidade da Companhia Mineira de Energia. 

Sua reforma foi recentemente concluída pela CEMIG  encontra-se fechado por falta de convenio com  UFJF para inicio de visitação para o público.

Localiza-se entre Juiz de Fora e Matias Barbosa, às margens do Rio Paraibuna e da Estrada União e Indústria."

Fonte do texto e da imagem: JF Sustentável.

BR 267 (Estrada União - Industria) Juiz de Fora

Chegando a Juiz de Fora, para quem vem de Bicas, no trecho da BR-267 onde toma o nome de "Estrada União - Industria" (liga Juiz de Fora a Petrópolis), encontrei este bonitinho templo, que creio ser católico à margem da rodovia.

Fica bem proxima da Granja Santo Antônio e do bar e mercearia de curioso nome: "Grambetania".

Obs: não se trata de um templo. Corrigi na postagem posterior. Confira: Usina Hidreletrica de Marmelos






BR 267 - próximo a Juiz de Fora sentido Bicas.

Bonita construção aparentemente colonial. 




Vista "por baixo", parte de trás da construção. Acima do telhado, fica a BR267




quinta-feira, 17 de maio de 2018

Rodovia Vital Brazil - Br-267 - Cidades marginais - BICAS MG.

BICAS - MG

População:  13.700 habitantes

Padroeiro: São José de Bicas



Matriz de São José de Bicas

Guarará e Bicas - cidades bem próximas.

Bicas MG


Rodovia Vital Brazil - Br-267 - Cidades marginais - GUARARÁ MG.

GUARARÁ

População:  4.400 habitantes

Padroeiro: Divino Espírito Santo

Matriz do Divino Espírito Santo - Guarará MG - Fonte: Blog Geografia - Perguntas e Respostas

Entrada para Guarará na rodovia Vital Brazil, sentido Juiz de Fora.

Entrada para Guarará na rodovia Vital Brazil, sentido Leopoldina. 
Guarará - não sei o que é isso. Se uma fonte ou um oratório. "foto" que capturei no Street View. 


Rodovia Vital Brazil - Br-267 - Cidades marginais - MARIPÁ DE MINAS.

MARIPÁ DE MINAS

População:  2.800 habitantes

Padroeiro:  São Sebastião


Entrada para Maripá de Minas na rodovia Vital Brazil

Maripá de Minas - 3ª cidade às margens da Rodovia Vital Brazil


Matriz de São Sebastião - Fonte: Prefeitura de Maripá de Minas

Rodovia Vital Brazil - Br-267 - Cidades marginais - ARGIRITA MG.

ARGIRITA MG

População: 2.900 habitantes

Padroeiro: Bom Jesus de Argirita

Entrada para Argirita na Rodovia Vital Brazil

Entrada para Argirita na Rodovia Vital Brazil BR-267

Segunda cidade às margens da rodovia Vital Brazil a partir de Leopoldina

Matriz de Bom Jesus de Argirita - Fonte: Panoramio