domingo, 16 de dezembro de 2018

Voz Diocesana - Anos 80 - II

Apresentação da edição 1042 de 1 de fevereiro de 1980. Insistente simpatia pela Teologia da Libertação detectada.

Voz Diocesana Edição 1042 de 01/02/1980

Voz Diocesana - Anos 80 -

Ao folhear exemplares da Voz Diocesana do inicio dos anos 80, é notável a tendência do clero naquela época pela insurgente Teologia da Libertação. Esta ideologia marxista que anos depois veio a ser condenada pela Congregação para a Doutrina da Fé, na pessoa do teólogo Cardeal Joseph Ratzinger, futuro Papa Bento XVI e com o aval de João Paulo II, hoje santo canonizado pela Igreja.

Senão vejamos:

Voz Diocesana 20/01/1980 pág. 6


Na mesma edição, encontra-se outra tendência à heresia, ao protestantismo, ao marxismo. Um texto assinado pelo Padre Guilherme Porto (hoje bispo) em que defende os teólogos hereges Hans Kung (aquele que questionou a beatificação de São João Paulo II e que Roma publicou uma declaração desfavorável à sua doutrina); Edward Schillebeeckx (também notificado pelo Vaticano por inúmeras besteiras que escreveu. Lembrando ainda que a igreja holandesa, que ele faz parte, simplesmente apostatou e desligou-se de Roma) e Genésio (vulgo Leonardo) Boff, que dispensa apresentações. Nota-se a forte tendência revolucionária do padre no artigo. 


Voz Diocesana 20/01/1980 - página 5

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Filtro com pistola no facebook

Alguns amigos aqui da urbe, demonstraram uma certa repulsa ao fato de eu ter usado um filtro segurando uma pistola. O que não passou de uma brincadeira logo após a eleição do Bolsonaro, que poucos entenderam.

Esclareço que sou descendente de famílias belicosas e militares. Senão, vejamos:

João d'Arantes (o primeiro Arantes) era Escudeiro da Casa Real durante o governo de Afonso V, depois nomeado Condestável dos Espingardeiros do Reino (equivalente hoje a Chefe do Estado Maior), no reinado de D.João II em Portugal.

Do lado materno, a origem Rodrigues é mais incerta, porém verificando a heráldica, em todos os escudos de família, encontramos elmos. O que significa que eram dados ao militarismo. Alguns "Rodrigues", tanto em Portugal, Espanha ou Áustria, foram armeiros-mor. Mais recentemente, um tio-avô, era tenente-coronel (não tenho certeza da patente) da Força Pública de São Paulo; meu avô e tios tinham como hobby, a caça com armas de fogo; meu pai sempre teve arma em casa; tenho dois primos no Exercício Brasileiro: um coronel e outro capitão. Meu segundo filho teve uma passagem, como concursado, pela escola militar. Declinou da carreira, porém saiu com a patente de cabo e com excelente aproveitamento como atirador.

Todo este DNA bélico, não me tornou um sujeito violento, agressivo. Nunca briguei, nem em tempo escolar ou depois de adulto. Aliás, ao menos os parentes recentes, que eu saiba, nunca se envolveram em tretas com ou sem o uso das armas.

Sou da paz. Meu envolvimento em tretas sempre foi a nível das idéias. Nunca físicas.

Em tempo: quando criança assistia a todos os filmes de faroeste e de guerra. Tinha uma coleção de fascículos sobre a Segunda Grande Guerra. Brincava com forte apache, soldadinhos de chumbo, pistolas, revólveres, rifles, arco e flecha, espadas diversas. Tudo de brinquedo. Isso não afetou meu caráter negativamente.

Publicado no Facebook em 25/11/2018

sábado, 17 de novembro de 2018

Política x espiritualidade

Pobre daquele que põe na política a esperança em dias melhores.

Quando lemos tratados escritos por homens de Deus que aconselham e indicam caminhos para se alcançar a vida eterna, e por tabela bem viver neste mundo, sabemos o quão difícil e trabalhoso é (orações, jejuns, mortificações, etc). Toda esta dificuldade e vigilância, será em vão se não contar o sujeito com a graça divina disponibilizada na Eucaristia, e demais sacramentos e sacramentais.

O que vemos, são políticos afastados de Deus. Alguns até vão à igreja, porém seu espírito não está lá. Não está em comunhão com o Altíssimo. Não é juízo temerário. Sua conduta o prova.

Hoje se odeiam. Amanhã, sem nenhum escrúpulo, estão a trocar juras de amor.

Evidente que não dispõem de tempo para buscar uma proximidade com Deus. Já disse: não é coisa fácil e breve. O seu tempo é curto, pois maquinações, tramóias e conchavos tomam 24 horas do seu dia.

A vangloria, a soberba, a vingança são uma constante. Estas doenças são porta de entrada para todo tipo de obra do demônio.

Continuo a acreditar que a única e eficiente forma de uma transformação positiva da humanidade é a Doutrina Social da Igreja. Políticos tem solução. Basta buscar a conversão sincera e aderir convictamente à DSI.

*Publicado no Facebook em 16/11/2018

domingo, 21 de outubro de 2018

Catedral vista de cima.





Fonte: Facebook. (Encontrei estas lindas imagens no Facebook. Se alguém souber quem é o autor das fotos, gentileza entrar em contato com o blog para que possamos dar os devidos (e merecidos) créditos. 

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

BR 267 - Conceição do Ibitipoca, distrito de Lima Duarte MG

Conceição do Ibitipoca é um distrito de Lima Duarte. Fica a mais ou menos 25 km da Rodovia Vital Brazil, BR 267. Possui uma população de 1100 pessoas mais ou menos. Parece ser um lugar muito agradável. Pelas imagens que vi na internet e Google Street View, fez-me lembrar São Tomé das Letras (bem melhorada, claro). 

A igreja matriz é dedicada à Nossa Senhora da Conceição.

"Ibitipoca" é um termo de origem tupi que significa "montanha estourada", "serra fendida", através da junção dos termos ybytyra ("montanha") e pok ("estourar").




Neste distrito mineiro fica o Parque Estadual do Ibitipoca. 


BR- 267 - Lima Duarte, MG

Lima Duarte MG
População:  16.000 habitantes 
Igreja matriz: Nossa Senhora das Dores

Nesta cidade de Lima Duarte, tem uma estrada para Conceição do Ibitipoca, onde fica o belíssimo Parque Estadual de Ibitipoca. Não conheço, mas pretendo. Digo que é belíssimo por conta das imagens que já vi sobre o local e outras trazidas pelo meu primogênito que conheceu e acampou no local. 
 

Prefeitura Municipal de Lima Duarte. Cidadão com camisa do CR Vasco da Gama. Maior clube do RJ. Bi campeão mundial em 53/57.
Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores - Foto de Raymundo P. Netto (publicada originalmente no Mapio.net)
 
Vila São Geraldo - Lima Duarte MG

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Bernardo Saturnino da Veiga - generosidade

Parece que Bernardo Saturnino da Veiga era uma alma caridosa. Nota que encontrei na edição nº5 do jornal ouro-pretano A Actualidade de 27 de março de 1878:





 

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Fake News - Essa história é velha...

Papa Francisco alertou este ano sobre as notícias falsas, as famosas "fake news". Mas já antes dele, em 1972, o Papa Paulo VI também fez um apelo aos jornalistas italianos. 

Encontrei esta nota na edição 767 do jornal campanhense "Voz Diocesana", de 10 de janeiro de 1972: